Páginas

domingo, 10 de janeiro de 2010

Um mundo de livros...

Já dizia Monteiro Lobato que "um país se faz com homens e livros". É impossível aprender a pensar com coerência, crescer, produzir e se desenvolver sem ler.

A leitura amplia não apenas nossos conhecimentos, mas nosso horizonte. Nos permite descobrir e viver muitos mundos, muitas vidas. Nos torna pessoas melhores, e cidadãos melhores.


Desde de quando me lembro, sou uma leitora voraz (enquanto o brasileiro lê em média 4,7 livros por ano, segundo a pesquisa Retratos da Leitura do Brasil, eu leio [pelo menos] um livro por semana, o que dá uma média de 4 a 5 livros por mês, mais ou menos uns 52 livros por ano, quase 10 vezes mais do que a média nacional). E claro, ai eu estou falando de literatura de lazer, não estou computando o que leio para trabalho, estudo e pesquisa. Por que eu leio? Por hábito? Não, leio porque gosto, leio por prazer; leio por que aprendo mais; leio por necessidade, por gosto, por lazer, por diversão.

É verdade que no Brasil os livros ainda são muito caros (e iso vem mudando!), mas existem bibliotecas públicas, escolares e universitárias com todo o tipo de acervo disponível (bem verdade que em número reduzido em cidades pequenas), mas ainda assim existem e-books e - o melhor de tudo - amigos.

Ter amigos leitores é ótimo, e não apenas pelos livros emprestados, mas pela troca de opiniões e pelas leituras sugeridas. Amigos que lêem muito toleram e entendem melhor nosso gosto por determinados livros esquisitos, pois eles também tem os seus; discutem conosco os livros que nos chocam e nos provocam raiva (tipo O Caçador de Pipas); recomendam livros maravilhosos (como Reparação); se emocionam com os livros belos que lhes recomendamos; se divertem junto conosco com os livros engraçados (Inconcebível de Ben Elton); nos ajudam a listar os defeitos das adaptações feitas para o cinema dos livros que amamos (O Menino do Pijama Listrado, por exemplo). Isso tudo pra não falar de pessoas que nos entendem, entendem como funciona a mente de um leitor - quase sempre compulsivo - que adora babar em frente as vitrines das lojas de livros, cheirar as páginas novinhas e passear entre as estantes roçando os dedos nas lombadas dos livros. Humm! Se identificou com este sintomas? Então seja bem vindo livrólatra!

A finalidade deste blog é ser um espaço de compartilhamento e também reunir 'coisas' sobre um mundo de livros...  lançamentos, resenhas e opiniões... seja bem vindo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário