Páginas

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Resenha: O Silmarillion - J.R.R. Tolkien

O que dizer de Silmarillion?

Difícil, difícil explicar.

Tolkien começou a escrevê-lo em 1917 e jamais parou de aprimorá-lo (o autor faleceu em 1973). Aliás se você nunca leu nada de Tolkien, pelo menos já ouviu falar - ele é o criador do Senhor dos Anéis (que virou filme - premiadíssimo).
O Silmarillion relata as histórias antigas da Terra-média, o surgimento dos homens e dos elfos e os conflitos desta época. E veja bem, todo este 'universo' criado e imaginado por Tolkien. Nesta obra, Tolkien narra uma série de acontecimentos - a criação do mundo, a maldade, e os muitos conflitos - e tem muitos, muitos personagens – com nomes bastante diferentes (isso me fez voltar muitas vezes de uma história a outra para ‘relembrar’ quem fez o que mesmo!?).Eu tive muita dificuldade com os nomes. Os nomes 'elfícos' são bem estranhos e são tantos!!!

Porém isso de nada tira o mérito de Tolkien, muito pelo contrário.
Eu ainda não tinha lido nenhuma obra dele, e não pude deixar de me perguntar que criatura fantástica é essa que imagina histórias e mundos tão incríveis...
Imaginei Tolkien como um daqueles sonhadores, que passa a vida dividido entre o sonho e a realidade: criando! Uma criatura que faz de tudo para que seu universo particular seja transformado em realidade.
Muito mais me comoveu saber que ele escrevia para os filhos; criou um mundo fantástico para seus filhos ‘habitarem’ e dividiu conosco - sorte a nossa, né não?

Fantástico. Criativo. Tolkien é incrível! Ler suas obras (já estou supondo antes de ler as demais - adquiri O Silmarillion, O Hobbit e o Senhor das Anéis 1, 2 e 3) é mergulhar em um mundo a parte, adentrar em outro universo. O Silmarillion – ainda que com todas as dificuldades – foi a prova disso; E esse foi apenas o começo, não vejo a hora de chegar ao fim desta história.

Parto agora para Bilbo, O Hobbit. Aguardem!

Título: O Silmarillion
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora: Martins Fontes
Edição: 4.ed., 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário